DANILO UCHA – Ganhando dinheiro com dinheiro

Givanildo Luz, da Saque e Pague, comemora o sucesso da empresa

Givanildo Luz, da Saque e Pague, comemora o sucesso da empresa

A união de inovação e tecnologia, com empreendedorismo, investimento e boa gestão, costuma dar certo. É o que aconteceu com a empresa gaúcha Saque e Pague, criada em 2011, para aproveitar um inovador conceito japonês de movimentar dinheiro. A empresa é mais uma do grupo do grande empreendedor Ernesto Correa da Silva Filho, que não costuma errar em suas iniciativas empresariais, desde que enriqueceu operando no setor calçadista no Brasil e na China. A Saque e Pague, segundo seu presidente Givanildo Luz, é uma rede de autoatendimento multiserviços bancários e não bancários que usa um conceito novo. Seus terminais não precisam ser abastecidos com dinheiro, o que dispensa carros-fortes, segurança armada etc. O dinheiro depositado por uns – depósitos e pagamentos de contas, por exemplo – é o mesmo que será usado por outros que fizerem retiradas. Os terminais aceitam moedas e dão troco. Além de diminuir custos com segurança, ao entrar na máquina, o dinheiro passa instantaneamente para a conta do depositante no banco, e o risco deixa de ser de quem depositou. O varejo, principalmente postos de gasolina, lojas e centros comerciais, são os grandes beneficiados, além dos próprios bancos, que têm diminuição de custos em várias operações. O sistema já funciona com o Banrisul, Banpará, Banese, Banestes, Zuum, GoodCard e banco Topázio, com 500 equipamentos em 70 cidades de nove estados, e já movimentou R$ 3 bilhões. A meta em 2016 é chegar a mil terminais eletrônicos.

Exportações

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) vai injetar
R$ 44,8 milhões para a promoção internacional de produtos e serviços de sete setores da economia brasileira: implementos rodoviários, energia, engenharia, laticínios, calçados, componentes para couros e defesa. Os convênios serão assinados, hoje, em São Paulo, pelo presidente da Apex, David Barioni Neto. O investimento total, somando a participação das entidades representativas dos setores, alcança R$ 69,9 milhões.

Lixo clandestino

O jornalista Diniz Júnior pretende resgatar um assunto que chocou o Estado e teve repercussão internacional: o envio clandestino de lixo em contêineres ao porto do Rio Grande no ano de 2009. O profissional acompanhou o caso na época como editor da Revista Conexão Marítima e pretende lançar, ainda neste ano, um livro-reportagem sobre o tema.

Padeiro

O diretor do Senac-RS, José Paulo da Rosa, doutor em Educação e especialista em formação profissional, foi um grande padeiro. Ele recordou e mostrou isso, sábado, no Festival Fartura Gastronomia, quando ministrou o curso o universo dos pães e suas tranças, no BarraShoppingSul. Ensinou diferentes tipos de tranças feitas com massa de pão.

Remoção

"Não há retomada possível do desenvolvimento sem atração de investimentos. E não haverá novos investimentos sem retomada da confiança. E não haverá retomada de confiança sem a remoção constitucional do atual governo." A frase é do presidente do Sindicato Rural de São Gabriel e vice-presidente da Farsul, Tarso Francisco Pires Teixeira.

Leivas Leite

Para a Junta Comercial de Porto Alegre, o Laboratório Leivas Leite, de Pelotas cujo diretor, Pedro Antonio Leivas Leite, reclamou que a empresa não entrou na lista feita pela Junta para homenagear as centenárias , não tem 100 anos de registro na Junta. "Informamos que a empresa Leivas Leite S.A. Indústrias Químicas e Biológicas teve seu registro nesta Junta Comercial em 11-07-1940, sob o arquivamento nº 132851A", informou Paulo Roberto Kopschina, presidente da Jucergs. Ela pode ter sido registrada em 1911, como informou Leivas Leite, em Cartórios, e não na Junta Comercial. Agradeceu a sugestão de, nos próximos levantamentos, mencionar a data de fundação das empresas, o que não aconteceu nesta homenagem.

DANILO UCHA/JN/ESPECIAL/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *