DANILO UCHA – Estaleiro no porto da Capital

A área no cais está a espera de um empreendimento

A área no cais está a espera de um empreendimento

Temia-se que o chamado Polo Naval do Guaíba (que abrange Porto Alegre e os municípios no entorno do lago) fosse um projeto natimorto devido aos reflexos da Operação Lava Jato no setor de óleo e gás. Porém, além da implementação de guindastes que a joint venture formada pela gaúcha Koch Metalúrgica e a austríaca Palfinger já realiza no porto da Capital, a empresa fluminense MB Serviços de Manutenção e Reparos Industriais (MBS) deu um importante passo para instalar seu estaleiro também em área portuária, localizada próxima à rodoviária. Os diretores da companhia assinaram, na presença do secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen, e do diretor-superintendente da Superintendência de Portos e Hidrovias (SPH), Luiz Alcides Capoani, contrato de uso temporário do espaço. A empresa realizará ali a fabricação e montagem de módulos a serem instalados em navios/plataformas, que serão utilizados pela Petrobras na exploração do pré-sal.

Quilombolas

O Incra reconheceu e declarou como terras da comunidade remanescente do quilombo Mormaça uma área de 410 hectares no município de Sertão (RS). A desapropriação beneficiará 21 famílias que seriam descendentes de Francisca Mormaça, filha da escrava alforriada Firmina, ocupante da área desde 1889. No País, já foram desapropriados 25 milhões de hectares em favor de quilombolas.

Sulfabril

A poderosa indústria têxtil catarinense Sulfabril, que fechou no ano passado, vai voltar ao mercado. Os novos dirigentes, que prometem se apresentar até o final deste mês, estão contratando funcionários e prometem a primeira coleção de roupas para o início de 2016. Há grande expectativa em Blumenau (SC), onde fica a unidade principal, e toda a região.

Goma de mascar

Uma pesquisa da Nielsen, encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados, apontou que, em 2014, a produção de gomas de mascar no País foi de mais de 8,5 mil toneladas. A região Sul foi responsável pela produção de 2 mil toneladas dessa categoria de balas. O presidente da Abicab, Getúlio Ursulino Netto, comenta que os dados demonstram o alto potencial e o amplo canal de oportunidades para as empresas desse segmento, já que o setor de gomas de mascar comercializou no mercado interno aproximadamente R$ 2 bilhões em 2014, valor 4% maior que em 2013.

Árvores

Dentro do programa de neutralização de seus gases de efeito estufa, a empresa Galvanoteck Embalagens, de Carlos Barbosa, vai plantar 3.145 árvores. É a sétima ação neste sentido. Já mandou plantar 9.975 árvores no Rio Grande do Sul.

Centro Clínico

O Centro Clínico Gaúcho figura entre as 500 maiores empresa do Sul do País, em ranking elaborado com a parceria da PwC através da ponderação de três indicadores financeiros: o patrimônio líquido, receita líquida e lucro líquido. A rede de consultoria está presente no Brasil desde 1915.

Carne e vinho gaúchos

Haverá uma mostra de carnes e vinhos do Rio Grande do Sul, dia 21 de novembro, no evento Salão do Churrasco & Lazer, em São Paulo. Além de palestras e exposição de equipamentos e acessórios, o salão mostrará como se faz churrasco e quais os melhores acompanhamentos, segundo Patrícia Galazini, organizadora do encontro. O gaúcho Marcelo Bolinha fará uma demonstração de desossa, e este colunista falará sobre carne de cordeiro.

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *