DANILO UCHA- Bom momento para os azeites gaúchos

Plantio de oliveiras avança em municípios como Pinheiro Machado

Plantio de oliveiras avança em municípios como Pinheiro Machado

Os produtores rurais brasileiros, principalmente gaúchos, que estão investindo na plantação de oliveiras e já começaram a colher azeitonas e a produzir azeites terão bons momentos futuros. Além do mercado brasileiro para tais produtos continuar crescendo, a Itália, maior produtor e exportador para o Brasil, enfrenta uma das maiores crises em sua olivicultura. De acordo com o Instituto de Serviços para o Mercado Agrícola Alimentar daquele país, a produção de azeite, em 2015, não ultrapassará 220 mil toneladas (t), a metade da safra passada, que foi de 463 mil t. Forte estiagem, mosca-da-oliva e Xylella fastidiosa (amarelinho) prejudicaram os pomares. Só o Consócio IGP Toscano, com 11 mil produtores, vai diminuir 80% da produção. O preço do quilo de óleo ao produtor, que era de ¤ 3, já está entre ¤ 6,75 e ¤ 10, dependendo da região. O Brasil é o 7º importador do mundo, pois ainda produz pouco azeite (3,2 mil litros em Minas Gerais, e 5 mil litros no Rio Grande do Sul), mas o plantio de oliveiras é crescente e já está presente em 30 municípios do Estado, com área plantada de 2 mil hectares.

Champagne

Pobres bebedores de champagne! A partir de 1 de dezembro, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) vai subir 10% sobre a venda de cada unidade. O impacto para o consumidor é brutal. Uma garrafa de Brimoncourt, cujo preço de exportação gira em torno de ¤ 17 na França, ou R$ 75,00, chega ao Brasil a ¤ 42, ou R$ 185,00, mas não será aberta pelo consumidor local por menos de R$ 250,00 ou R$ 300,00.

Lei do Bem

Em reação contra a suspensão da Lei do Bem, a Associação Brasileira das Empresas de Software se uniu à Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras e mais 11 entidades empresariais em uma carta à presidente Dilma Rousseff, manifestando seu repúdio ao fim do benefício fiscal à pesquisa, ao desenvolvimento e à inovação.

Palestras

Nos três últimos meses do ano, a Capacitá vai organizar 29 eventos em todos os estados do País, com palestras do Instituto Euvaldo Lodi, braço da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Serão sobre inovação, desenvolvimento de carreira e empreendedorismo. Porto Alegre receberá a atividade na terça-feira (13/10), às 19h, no Centro de Eventos da Fiergs.

BR-116

Os brasileiros dizem que obra que não anda, que não é terminada nunca, é uma obra de Santa Engrácia. A duplicação da rodovia BR-116, entre Guaíba e Pelotas, transformou-se numa destas obras. Iniciada, com pompa e circunstância, em 2012, veio sendo feita, aos trancos e barrancos, com paralisações e retomadas, em 2014 e 2015, e, agora, desde agosto, está totalmente paralisada, porque o governo não paga as construtoras. O presidente do Sindicato da Indústria de Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplenagem em Geral, Nelson Sperb Neto, diz que "o quadro é patético" com empresas em recuperação judicial e graves problemas financeiros. Se houver normalização, a obra ainda levará uns dois anos.

Aerogerador

A Epcor Energia participará da Expofeira Agropecuária de Pelotas, mostrando um microaerogerador e placas voltaicas. Amanhã, o funcionamento será demonstrado pelo especialista em energia Nilo Quaresma.

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *