DANILO UCHA – A iniciativa privada quer e pode ajudar o Estado

Cláudio Gastal falou para deputados, empresários e banqueiros

Cláudio Gastal falou para deputados, empresários e banqueiros

O Brasil, a começar pelos estados e municípios, precisa destravar os investimentos e aumentar a atuação do setor privado nos vários campos da economia e da prestação de serviços, para retomar o processo de crescimento econômico e superação da atual crise. Esta foi uma das conclusões do encontro de ontem da Frente Parlamentar da Indústria-RS, na Assembleia Legislativa, com palestra de Cláudio Gastal, presidente do Movimento Brasil Competitivo. A iniciativa privada tem que ajudar o governo a resolver seus problemas, mas precisa ser chamada e receber condições para isso. É o caso, por exemplo, das parcerias público-privadas (PPPs). No Rio Grande do Sul, elas foram prometidas pelo governador José Ivo Sartori (PMDB), mas, até agora, não saíram do papel. É preciso decisão política para fazer uma reforma do Estado. "O setor público está envolvido na movimentação de cerca de 40% do PIB brasileiro. Para que o País se desenvolva, precisamos aumentar a capacidade de investimento. Iniciativas público e privadas precisam discutir juntas as alternativas de retomada de crescimento", afirmou Gastal, diante dos deputados João Fischer (PP), presidente da Frente, Sérgio Turra (PP) e Sérgio Peres (PRB), de Ronald Krummenauer, da Agenda 2020, Hernane Cauduro, da Abimaq, e Odacir Klein, do BRDE.

Vantajão

A rede de supermercados Vantajão, de Caxias do Sul, fundada há 13 anos, continua crescendo. Inaugurou a quinta loja na cidade e promete outra para daqui a 90 dias, segundo os administradores Sandro Perussato, Leandro Comachio e Josni Wink.

Enroscos

O desenhador Ruy Armando Gessinger, autor de vários livros jurídicos, mas que exercita a crônica e o texto curto na internet, reuniu alguns deles no livro Trilhas, rumos e enroscos, que está lançando. Hoje incansável criador de cavalos crioulos, gado Angus e ovinos Ile de France em Unistalda, o autor fala de suas vivências, de seus amigos, e muito sobre o campo, o valor do agronegócio e sua volta à natureza, da qual é um defensor.

Beba e coma impostos

O leitor pagará 43,78% de imposto pelo bacalhau que vai comer nesta Páscoa. Se quiser acompanhar com uma garrafa de vinho, mais 54,73% para o governo. O cálculo é do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário.

Missão a Minas

Terminará amanhã o prazo para inscrição na missão de lojistas do Sindilojas que irá ao Minas Trend, em Belo Horizonte, voltado para o comércio de vestuário primavera-verão 2016-2017. A viagem será em 5 e 6 de abril.

Condo-hotel

A M.Stortti, de Porto Alegre, ganhou dispensa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para negociar com investidores do condo-hotel Dall’Onder de Caxias do Sul, o Axten Hotel. A permissão para a venda de cotas do empreendimento, na avaliação do diretor Maurênio Stortti, certifica a empresa, proporcionando credibilidade e segurança aos investidores interessados.

Arquitetura

Porto Alegre tem um original acervo de arquitetura neoclássica. Uma bela demonstração fotográfica e textual disso está no livro Arquitetura neoclássica em Porto Alegre, do diplomata Fernando Cacciatore, que será lançado amanhã, às 19h, na Pinacoteca Rubem Berta (rua Duque de Caxias, 973 – Centro Histórico), dentro das comemorações da 57ª Semana de Porto Alegre. As fotos são de Dudu Contursi e Fernando Bueno. Editora Buenas Ideias, 144 páginas, R$ 50,00, no lançamento.

Estado mínimo

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Sapucaia do Sul enviaram correspondência aos deputados federais solicitando a aprovação de uma medida radical. Sugerem acabar com todas as atividades do Estado que são não ligadas à Educação, Segurança, Saúde e Infraestrutura. Querem o Estado mínimo.

SAMELLA MOREIRA/DIVULGAÇÃO/JC

Painel Econômico
DANILO UCHA
Painel Econômico

Fonte : Jornal do Comércio

Compartilhe!