CUSTO DE PRODUÇÃO | Preço do trigo em debate

As planilhas de custo de produção que servem como referência para o preço mínimo do trigo serão discutidas hoje, na Capital, entre Farsul, Conab e o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura (Mapa), Seneri Paludo. Entre os pontos questionados pelos produtores está a metodologia da Conab, que contabiliza mão de obra de forma subvalorizada, puxando o preço do grão para baixo. A pauta inclui manutenção da TEC para a compra de trigo de fora do Mercosul.

Ontem, em reunião da Câmara Setorial do Trigo do RS, foi elaborada nota técnica que será encaminhada ao governador Tarso Genro solicitando redução do ICMS do grão de 8% para 2% em operações interestaduais, com validade até 31 de agosto, para ajudar no escoamento. O pleito havia sido solicitado, na semana passada, em encontro do presidente da Farsul, Carlos Sperotto, com Tarso.

De acordo com o coordenador da Câmara, Aureo Mesquita, caso neste período seja determinada isenção da TEC, o pedido é que a medida seja prorrogada enquanto houver trigo a ser comercializado no RS. Outra preocupação são as políticas de apoio à comercialização da próxima safra. Neste caso, as principais ações dizem respeito ao governo federal, como a compra de pelo menos 500 mil t de trigo, por meio de contrato de opção ou AGF, para fazer estoques reguladores. Atualmente os estoques estão zerados no Estado, enquanto em 2013, nesta época, havia 300 mil toneladas.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *