Custeio da safra 2008/09 – Agricultores não conseguem ter acesso aos bilhões prometidos

A maioria dos produtores brasileiros ainda não conseguiu ter acesso aos R$ 45 bilhões prometidos pelo governo federal em julho para prescription drugs without a prescription o custeio da safra 2008/09. O Banco do Brasil (BB), responsável por 63% do total destinado ao agronegócio, liberou até 30 de setembro R$ 4,155 bilhões. Mesmo com a limitação, o número é 70% maior do que em igual período de 2007.

Para os representantes dos produtores, o adiantamento dos R$ 5 bilhões anunciados anteontem pelo governo não devem proporcionar o efeito esperado. “No ano passado sobraram R$ 2 bilhões do total e no anterior, R$ 5 bilhões. Isso prova que o produtor não tem sido atendido”, argumenta Carlos Sperotto, presidente da Comissão de Endividamento da CNA.

A restrição atinge até quem paga as contas em dia. “Liquidei as dívidas para ter acesso ao crédito e agora estou sem capital de giro”, revela Anderson Taques Moreira Castro, produtor em Castro (PR). Independentemente da burocracia, os recursos são insuficientes, avalia Pedro Arantes, assessor econômico da Faeg.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou, ontem, tranqüilizar os agricultores, reafirmando que não faltará crédito para o custeio rural.

Lula garante a cooperativas que não faltará recursos para custeio rural

O governo garantirá a oferta de crédito para o setor rural se a crise financeira global comprometer a liquidez do setor agrícola, afirmou ontem o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras, Márcio Lopes de Freitas.

Em entrevista a jornalistas concedida no Palácio do Planalto, Freitas disse que relatou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a preocupação do setor com o risco de falta de financiamentos devido às turbulências do sistema financeiro internacional.

O representante da entidade ressaltou que o presidente da República procurou transmitir tranqüilidade e segurança, apesar de também ter demonstrado preocupação com os desdobramentos da crise.

cialis pills for sale align=”justify”>”O presidente prometeu manter linhas de crédito para a agricultura familiar e a economia solidária”, declarou Freitas.”Segundo o presidente da associação de cooperativas, Lula afirmou que as preocupações do segmento já são alvo das discussões internas do governo. “A realidade é que estão sendo tomadas providências e cuidados para que não falte crédito, para que não falte liquidez”, disse Freitas.

“O presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras elogiou a antecipação de R$ 5 bilhões das linhas de crédito do Plano Safra, anunciado na quarta-feira pelo Executivo. “Cria tranqüilidade e segurança no mercado. Foi uma ação preventiva extremamente oportuna”, comentou.

Lopes de Freitas disse ter reclamado ao presidente das taxas cobradas pelo Banco do Brasil, mas Lula teria evitado se envolver no assunto. O presidente teria destacado, de acordo com Freitas, que esse assunto é uma “relação de negócios”, mas que apoiaria uma negociação, caso isso fosse solicitado. O presidente Lula teria ainda recomendado que as cooperativas discutam o tema de “igual para igual” com o banco.

O presidente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), João Paulo Koslowski, fez um levantamento com a maioria das cooperativas paranaenses e com os diretores regionais do Banco do Brasil para verificar se estariam ocorrendo problemas com a liberação de crédito rural para os mais de 65 mil agricultores filiados ao sistema. “Todas as respostas que obtive indicam que a crise de crédito ainda não chegou ao Paraná e que os recursos prometidos para a atual safra estão fluindo normalmente. O Banco do Brasil nos assegurou, inclusive, que se houver demanda maior do que a já prevista, o banco vai conseguir atendê-la”, disse Koslowski no final da tarde de ontem.

Fonte: B12(Gazeta Mercantil/1ª Página – Pág. 1) – (Gazeta Mercantil/Finanças & Mercados – Pág. 10) – (Reuters e Norberto Staviski Brasília e Curitiba)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *