Curtas – Dreyfus e o suco

(1)

A francesa Louis Dreyfus não tem a intenção de vender suas operações brasileiras de suco de laranja, mas está aberta a parcerias na área. O presidente dessa unidade de negócios da múlti no país, Murilo Parada, informou à agência Reuters, no entanto, que parcerias não estão descartadas, incluindo com engarrafadoras locais. Parada, que também é chefe global da Dreyfus para sucos, negou que a operação poderá ser vendida para a israelense Prodalim estaria interessada. No mês passado, Prodalim e Louis Dreyfus Company anunciaram um acordo que prevê a venda para a companhia israelense de uma unidade de armazenamento e mistura de sucos da Dreyfus nos EUA.

Dreyfus e o suco (2)

"A Dreyfus está aberta a parcerias em produção e distribuição no setor de sucos, mas não estamos vendendo as plantas", garantiu Parada, que foi promovido a executivo global das operações de suco quando o antigo chefe, Adrian Isman, foi anunciado como novo executivo de grãos. O executivo disse à Reuters que a companhia decidiu no passado fortalecer a produção de sucos no Brasil, reduzindo sua presença nos Estados Unidos devido à queda na produção de frutas da Flórida. A companhia tem quatro unidades de processamento de fruta no Brasil.

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *