Curtas – Crédito trabalhista

A 4ª Vara Cível de Ribeirão Preto (SP) deferiu o pagamento de 50% dos créditos trabalhistas devidos pela empresa de laticínios Leite Nilza, falida em 2012. Deverão ser pagos R$ 8,2 milhões devidos aos ex-funcionários, valor proveniente das alienações de bens da massa falida. A dívida total da empresa está estimada em R$ 600 milhões. São cerca de quatro mil credores, entre fornecedores e ex-funcionários. Segundo o juiz Heber Mendes Batista, há valores depositados a favor da massa falida, num total de quase R$ 20 milhões, que possibilitam, com grande margem de segurança, o pagamento de créditos trabalhistas. Ainda de acordo com ele, há outros bens móveis e imóveis por alienar, cujo valor somado é suficiente para o pagamento dos demais créditos.

Ouvidoria do TST

A Ouvidoria do Tribunal Superior do Trabalho atendeu 4.115 manifestações entre os meses de julho e setembro. Do total, 87,4% eram solicitações (quando há um pedido de serviço ou atendimento). Nesse caso, 1.673 pessoas tinham interesse em saber mais sobre o andamento processual de ações no TST, o que corresponde a 40,65% do total. As manifestações também podem chegar na forma de reclamação, pedido de acesso à informação, elogio, sugestão, denúncia e recurso.

Fonte : Valor

Compartilhe!