CULTURAS DE INVERNO| Umidade no solo atrasa plantio de trigo no RS

O plantio de trigo no Rio Grande do Sul está atrasado em relação aos últimos cinco anos, com apenas 22% da área semeada. A média para o período é de 39% – ou seja, os triticultores gaúchos plantaram pouco mais da metade das lavouras que em outros ciclos estavam semeadas.

Segundo a Emater, o atraso se deve à alta umidade do solo. ‘O começo de junho foi crítico para o plantio, não tanto pela quantidade, mas pela persistência da chuva, aliada a dias sem sol’, explica o assistente técnico da Emater Alencar Paulo Rugeri. Ainda, devido às condições climáticas, a germinação das primeiras áreas plantadas, que chega a 20%, está atrasada se comparada à média dos ciclos anteriores, que chegava a 35%.

O momento é de apreensão para os produtores. O Noroeste, onde se iniciou o plantio, é a região mais prejudicada. ‘Mas ainda temos uma janela razoável de plantio’, acredita o presidente da Comissão do Trigo da Farsul, Hamilton Jardim. Ele considera que os agricultores estão bem equipados, o que ameniza a preocupação. Jardim espera que o atraso possa ser revertido nas próximas duas semanas, se houver luminosidade e baixa umidade do solo. Contudo, a previsão do tempo indica fortes chuvas para todas as regiões hoje.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *