Cultivo da linhaça anima agricultores do RS

Plantio da linhaça está chegando ao fim no estado.
Expectativa é de uma safra tão boa quanto a do ano passado.

Do Globo Rural

Há mais de 40 anos, a linhaça tem espaço garantido na propriedade de Antônio Terne em Giruá, noroeste gaúcho.

Oitenta hectares são dedicados à cultura de inverno que traz diferentes benefícios. “A cultura da linhaça oferece rentabilidade favorável e é opção de rotação de cultura para o trigo. Normalmente, em condições normais, o trigo produz melhor onde no ano anterior era cultivada a linhaça", diz.

O custo de produção também é baixo, são cerca de R$ 200 por hectare plantado.

No RS, de acordo com o IBGE, está praticamente 100% da produção de linhaça do país. São mais de 16 mil hectares com um rendimento médio de 16 sacas por hectare.

Toda a produção da propriedade de Antônio já tem venda garantida. O ano passado, a saca de 60 quilos foi comercializada por cerca de R$ 85 e a estimativa agora é que o preço permaneça o mesmo.

A colheita da linhaça começa em novembro. Uma indústria de cereais compra em média 500 toneladas do grão por ano, por isso, ainda há sacas estocadas.

Antes da venda, os grão são selecionados conforme a aparência e o peso e depois de ensacados são vendidos com diferentes finalidades. “A de melhor qualidade é selecionada e vendida para fazer farinha integral, para comer in natura e para empacotar. Já a de menor qualidade é usada para ração animal, mistura de pássaros e também na indústria de óleo, tanto para tintas quanto para o consumo humano", explica Juarez Garbinatto, gerente da indústria.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *