Crescem as vendas da colheita de trigo do RS

Prejudicada por uma forte redução de sua qualidade média, provocada pela ocorrência de chuvas e geadas, a produção de trigo do Rio Grande do Sul deste ano já começou a ser comercializada, inclusive em contratos de exportação. Estima-se que ao menos 40% da colheita, que já entrou na reta final, tenha sido vendida pelos triticultores até o momento.

De acordo com estimativas da JF Corretora, com sede no município de Casca, no norte gaúcho, a produção do Estado deverá alcançar cerca de 1,5 milhão de toneladas. Antes das intempéries, a JF acreditava que a colheita poderia atingir 3 milhões de toneladas.

Jairo Faccio, diretor da corretora, calcula que, do total que será efetivamente colhido, apenas 500 mil toneladas serão usadas pela indústria moageira para a fabricação de farinha. O volume restante (1 milhão de toneladas), cuja qualidade ficou comprometida, não poderá ser usado para esse fim.

Segundo ele, 600 mil toneladas desse volume com problemas de qualidade já foram comprometidas em contratos de exportação para embarques até janeiro. O preço médio de venda, de acordo com ele, ficou em US$ 610 por tonelada, 13% abaixo da cotação média do trigo gaúcho com qualidade para industrialização (R$ 700 por tonelada).

Faccio acredita que o trigo de baixa qualidade esteja sendo exportado para uso em ração.

Por Fabiana Batista | De São Paulo
Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *