Crescem ameaças a sistemas industriais no mundo

Energia, petróleo e engenharia foram os setores que mais sofreram com o aumento dos ataques, aponta relatório da Kas-perksy com dados do 2° semestre de 2020.

Os ataques contra sistemas de controle industriais (ICS) cresceram, após 12 meses de queda. A percentagem de computadores atingidos nos últimos seis meses do ano passado foi de 33,4%, com um aumento de 0,85 ponto percentual. Outra conclusão importante é que todas as indústrias pesquisadas apresentaram crescimento de ciberataques, sendo os mais relevantes nos segmentos de energia, petróleo & gás e engenharia & integração. O relatório mostra ainda que foram bloqueadas 5.365 famílias diferentes de malware nos sistemas industriais, um aumento de 30% em relação ao primeiro semestre de 2020. As ameaças mais importantes foram os backdoors (trojans que visam obter acesso remoto à máquina infectada), spyware (programas para roubar dados), outras variedades de trojans e scripts e documentos maliciosos.

A cibersegurança no setor industrial é uma área com potencial devastador, seja pelos danos por interrupção da produção ou pelos prejuízos financeiros. Os segredos industriais são informações de extremo valor e é por isso que este segmento tende a ser um alvo atraente para ataques on-line.

"Chama atenção o grande interesse dos cibercriminosos pelos setores de energia e petróleo – segmentos essenciais que nunca pararam, independente do nível de restrições vigente da pandemia. Essas informações são importantes para dar uma visão mais clara das ameaças que as equipes de segurança irão combater", afirma o geren-te-executivo da Kaspersky no Brasil, Roberto Rebouças.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *