Cresce a ‘torcida’ por mais chuvas nos EUA

O que parecia ser um ano bom para recuperar as perdas do ano passado já desanima Jeff Schuck, um produtor no Estado do Missouri que planta 121 hectares de milho e 202 hectares de soja. "Precisamos de mais chuvas agora", disse Schuck. No céu, porém, nem sinal de que isso pode acontecer nos próximos dias.

Apesar da preocupação, a produtividade esperada ainda é consideravelmente maior do que a da safra passada, quando as lavouras foram castigadas pela pior estiagem em várias décadas nos EUA.

Schuck prevê colher pouco mais de 2 toneladas de soja por hectare, ante 1,1 tonelada no ano passado. Apesar da melhora, o rendimento ainda está longe da média esperada do país, mais próxima das 3 toneladas por hectare.

O temor é que as condições continuem a se deteriorar, embora os radares meteorológicos apontem a chance de chuvas para o fim de semana. O Valor percorreu diversas regiões produtoras em Missouri e Illinois e comprovou que a falta de água começa a afetar as plantações. Schuck afirma que possui seguro de 85% de sua produção, mas que fica desanimado com a diminuição das chuvas neste último mês.

Publicado na segunda-feira, o relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), mostrou que apenas 58% das lavouras de soja estão em condições boas a excelentes, uma queda de quatro pontos percentuais em relação à semana anterior. No caso do milho, 59% das plantações estão em boas a excelentes condições, queda de dois pontos na semana. O cenário ainda é amplamente favorável em relação à safra passada. Um ano atrás, apenas 30% da soja e 22% do milho recebiam essa classificação.

Roger Grolh, produtor de Iowa, afirma que deve colher nesta safra cerca de 12 toneladas de milho por hectare, ante 9,5 toneladas no ano passado. Segundo ele, se o ritmo de chuvas não melhorar, a produtividade vai cair. "A soja está melhor, mas o milho está sofrendo", disse. Na soja, ele diz que deve colher 3,2 toneladas por hectare, ante 2,8 toneladas na safra passada.

Michael Boiker, produtor de Illinois, diz que deve colher 11,4 toneladas de milho por hectare, um bom rendimento, embora inferior às quase 14 toneladas colhidas há dois anos. "Está andando muito bem [o desenvolvimento das espigas], mas precisar de mais água com certeza", diz.

Os produtores rurais americanos devem obter em 2013 uma renda líquida de US$ 120,6 bilhões, segundo o USDA. Apesar de ser a segunda maior da história, perdendo apenas para 1973, ela é 5,9% menor do que os US$ 128 bilhões projetados em fevereiro. Por enquanto, não há no horizonte nenhum sinal de melhora para o clima.

O jornalista viajou a convite da Monsanto

© 2000 – 2013. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3252868/cresce-torcida-por-mais-chuvas-nos-eua#ixzz2dSKGl4k3

Fonte: Valor | Por Tarso Veloso | De Decatur (EUA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *