CPI do arroz ocorre em Camaquã

Produtores, indústrias, sindicatos, prefeituras e câmaras municipais da região Sudeste do Estado foram convidados a participar, hoje, de audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Arroz, em Camaquã. O presidente da comissão, deputado Jorge Pozzobom, disse que há grande expectativa porque foi nesta região que, em 2010, começou a circular uma "nova tabela" que imporia maior rigidez na classificação dos grãos e, consequentemente, reduziria o preço pago ao produtor. "Já temos suspeita da existência de cartel, se tivermos comprovação podemos fazer indiciamentos", garante Pozzobom.
Segundo ele, este encontro é considerado estratégico e pode ser um divisor de águas, tendo a maior representatividade até agora em audiências públicas da comissão. Assim como em outras ocasiões, a organização deixará à disposição uma urna para depósito de denuncias, sugestões ou críticas. A audiência da CPI do Arroz começa às 19h, no Parque de Exposições Dorval Ribeiro, em Camaquã. A CPI, que deve ser concluída até abril, tem poderes de autoridade judicial, podendo convocar depoimentos e, ao final, encaminhar relatório ao Ministério Público para providências.

Fonte:  Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.