CPI da Telefonia recolhe assinaturas em Porto Alegre

MARCO QUINTANA/JC
Ato obteve apoio de mais de 4 mil pessoas em abaixo-assinado
Ato obteve apoio de mais de 4 mil pessoas em abaixo-assinado

Pelo menos 4 mil assinaturas foram colhidas neste domingo em mobilização organizada pela CPI da Telefonia da Assembleia Legislativa no brique da Redenção. O ato contou com apoio da unidade móvel do Ministério Público Estadual, que promoveu coleta de assinaturas na petição pública pela edição do marco regulatório das telecomunicações. O procurador do MP-RS Alexandre Lipp esteve presente, assim como o presidente da OAB-RS, Marcelo Bertolucci, e Cláudio Lamachia, vice presidente da OAB nacional, parceiros da iniciativa. “Estamos colhendo os frutos junto à sociedade de um trabalho que começamos há mais de um ano, em parceria com o Procon e a Assembleia Legislativa, na luta para melhorar os serviços em telefonia. Percebemos agora que a população está mais informada sobre tudo o que envolve a telefonia no Brasil e quer modificar a lei em benefício do consumidor”, disse Lamachia.

Para o presidente da CPI da Telefonia, deputado Ernani Polo, a mobilização deve ser ampliada para chegar ser levada à Brasília. “Vamos coletar as assinaturas e levar as informações sobre telefonia à população, para que saiba que temos a maior tarifa de celular do mundo e uma das taxas de internet mais caras também, e o serviço segue deixando a desejar. Por isso queremos mudar a lei, que é defasada, de 1997 e tem de ser atualizada”, afirma Polo.

O abaixo-assinado será entregue à Câmara dos Deputados e ao Ministério das Comunicações para que a legislação seja alterada, possibilitando, assim, maior fiscalização das operadoras por parte da Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) e que haja, consequentemente, uma melhora na qualidade dos serviços prestados.

Fonte: Jornal do Comércio |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *