Corte de orçamento preocupa ministério

Anúncio de contingenciamento de R$ 120 milhões deve atingir ações no RS

O contingenciamento de recursos imposto pela presidente Dilma Rousseff de R$ 120 milhões no orçamento do Ministério da Agricultura promete trazer impacto direto nas ações da Pasta no Rio Grande do Sul. Anunciado pelo secretário executivo do Mapa, Gerardo Fonteles, o corte chega em um momento em que as ações federais nos estados já estão comprometidas pela falta de recursos. Segundo o futuro assessor direto do ministro Antônio Andrade, Ênio Marques, o impacto na defesa animal e vegetal já está sendo sentido em todo o país em agosto. ‘O recurso do primeiro semestre praticamente já foi consumido’, reconhece. A notícia chega em num momento delicado para a agropecuária gaúcha, em que se esperava mais aumento da fiscalização pós-operação Leite Compen$ado.

O superintendente substituto do Mapa/RS, Bernardo Todeschini, disse ter sido informado extra-oficialmente sobre os cortes. ‘Esperamos a definição sobre o assunto até o final desta semana.’

Todeschini diz que a superintendência tem recursos, mas não para durar até o final do ano. Com isso, ele reconhece que o trabalho de fiscalização a frigoríficos e laticínios deve ser prejudicado no médio prazo e, em alguns meses, deve faltar verba até para abastecer os veículos em circulação pelo RS. ‘A estratégia de investir em áreas prioritárias só poderá ser construída depois que soubermos o tamanho dos cortes.’ Revoltados com a poda no orçamento, os fiscais federais anunciavam greve a partir da zero hora de hoje por tempo indeterminado. O corte não terá impacto no convênio com a Seapa, já que quase todos os R$ 10,5 milhões estão empenhados.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *