Controle necessário

O combate à febre aftosa tem sido a ponta de lança da política de sanidade do rebanho bovino promovida pelos governos federal e estadual. E estão certos os órgãos de defesa sanitária. Embora não seja uma zoonose vale dizer, não cause danos à saúde humana , a aftosa acarreta enormes prejuízos à economia brasileira, que tem na exportação de carnes uma de suas principais fontes de receita externa. Somente nos últimos anos, no entanto, tem-se dado mais atenção a duas outras enfermidades que também causam sérios problemas: a tuberculose e a brucelose. E os resultados de um intenso trabalho de prevenção já começam a aparecer no Estado. Não por outra razão, a questão sanitária, focada no combate à brucelose e à tuberculose, é destaque nos debates da Fenasul. Para almejar a condição de importante exportador de lácteos, o Brasil terá de erradicar essas duas enfermidades no menor prazo possível.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *