CONTROLE NAS COOPERATIVAS

Após a realização da Operação Leite Compen$ado 5, o promotor Alcindo Bastos da Luz Filho, da Promotoria de Defesa do Consumidor, ressaltou o controle sobre a matéria-prima verificado nas cooperativas. ‘Onde isso ocorre, há menos problemas’, disse. Presidente do Instituto Gaúcho do Leite (IGL), Gilberto Piccinini disse que o risco de adulteração é menor porque os produtores são associados e têm maior responsabilidade sobre os produtos. ‘O sucesso da marca e da cooperativa é o sucesso do produtor também’, assinalou. O presidente da Ocergs, Vergílio Perius, acrescenta que na rede de produtores ‘um fiscaliza o outro’. Segundo a Ocergs, dos 11 milhões de litros produzidos por dia no RS, cerca de 50% vêm de cooperativas.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *