Contribuinte pagará conta do diesel mais barato para caminhoneiros

Contribuinte pagará conta do diesel mais barato para caminhoneiros

Acordo para suspender paralisação, que assustou a população, inclui subsídio para manter preço congelado por 30 dias

O governo Temer (MDB) anunciou ontem acordo com representantes dos caminhoneiros para suspender por 15 dias paralisação que desde segunda (21) provocava bloqueios nas rodovias de 25 estados, causando problemas de abastecimento no país. Em pronunciamento, ministros detalharam as condições da negociação. A redução de 10% no diesel, anunciada pela Petrobras na quarta, será mantida por 30 dias,período em que o valor será congelado. A estatal arcará com os custos da baixa na primeira quinzena. A partir de então, a União assumirá, com dinheiro dos contribuintes, o prejuízo, estimado em R$ 350 milhões. O Planalto ainda zerará a Cide, que incide sobre o diesel e eleva em R$ 0,05 o litro, até o fim de 2018. A rapidez com que a paralisação se alastrou despertou suspeitas de participação de transportadoras na mobilização, proibida por lei. Seria o chamado locaute, parada organizada pelo setor empresarial. A suspeita foi citada p e lo ministro da Segurança, Raul Jungmann, à Folha. A preocupação com a falta de produtos acarretou longas filas em postos de combustíveis. Em alguns supermercados, faltaram produtos e houve racionamento nas vendas. Os serviços também foram afetados. Hospitais cancelaram cirurgias eletivas em Santa Catarina e, no Rio, a Cedae pediu que moradores economizem água em razão de possível redução na produção. Em SP, houve anúncios de suspensão da coleta de lixo e da circulação de parte dos ônibus, assim como do rodízio de veículos. A Polícia Militar reduziu o patrulhamento.

(Folha de S. Paulo)

Fonte : Felipevieira.com