Contabilidade Rural é tema de encontro em Campo Grande

Fonte: MediaMax Assessoria/PX

O deputado federal Fábio Trad (PMDB-MS) classificou como uma “extorsão ideológica” o aviso dado ontem pelo líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), de que os produtores rurais brasileiros têm até o dia 11 de junho para se posicionarem sobre as regras que o Governo Federal quer impor ao setor, uma vez que no dia 11 se encerra o prazo para a regulamentação das Áreas de Preservação Permanente (APP).

“A meu ver trata-se de uma chantagem que deve ser encarada como tática antiética e anti-republicana. É uma espécie de extorsão ideológica sendo praticada em publico”, afirmou o deputado sul-mato-grossense.

O impasse em torno do Código Florestal na Câmara dos Deputados tem frustrado muita gente. Ontem, depois de várias horas de debates e até de um anunciado acordo entre o governo e o relator da proposta, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), a votação foi adiada para a próxima terça, dia 17.

A Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul) defende que o governo ceda e permita que a listagem de cultivos consolidados passe a constar no projeto do deputado Aldo Rebelo. A entidade considera que listar essas culturas por decreto cria uma situação de insegurança jurídica para o produtor rural.