Construção de entreposto deve levar dois anos

A mudança física do entreposto da Ceagesp localizado na capital de São Paulo foi acordada entre o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o governo federal em um termo de cooperação assinado em 23 de junho passado. A medida deve retirar da zona oeste da capital paulista os cerca de 12 mil caminhões que chegam diariamente ao terminal para carregar e descarregar alimentos e flores e abrir espaço para novos empreendimentos imobiliários na região.

O novo entreposto poderá ser construído próximo ao Rodoanel que cerca a capital e a expectativa é tenha ao menos 1 milhão de metros quadrados. O atual, com 700 mil, já é o maior centro de comércio atacadista da América Latina e o terceiro do mundo, atrás dos entrepostos de Paris e Nova York.

Hoje são negociadas na unidade paulistana cerca de 11 mil toneladas por dia apenas de frutas, legumes e verduras, afora pescados, flores e outros produtos. Para o presidente da Ceagesp, Mário Maurici, a mudança de endereço não deverá prejudicar o fluxo de vendas, que é crescente. Haddad sinalizou que a construção do novo entreposto deve durar dois anos, mas ainda não há previsão sobre quando ocorrerá a licitação para a obra.

Fonte: Valor | Por Camila Souza Ramos | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *