Consea contesta feijão transgênico

Fonte:  Correio do Povo

O Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea) quer que o governo proíba a comercialização de feijão transgênico, aprovado recentemente pela CTNBio, até que sejam feitos mais testes. Em carta enviada à presidente Dilma Rousseff, o presidente do Consea, Renato Maluf, afirma que o Brasil "não tem respeitado o princípio da precaução, base fundamental da Agenda 21, em suas decisões referentes a temas de biossegurança". Segundo Maluf, é preciso adequar as políticas de biossegurança aos preceitos da Conferência Rio 92 e avalia como "escassa" a análise genética e os estudos de campo.
Em resposta, o presidente da CTNBio, Edilson Paiva, enfatizou o rigor das avaliações. Segundo ele, a liberação do feijão geneticamente modificado se baseia em documentação de 500 páginas, em testes de "toxicidade e alergenicidade", que tiveram resultados negativos, e em parecer de especialista independente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *