Congresso em Aracaju terá oficina sobre tecnologia de informação e comunicação de água na agricultura

 

Se você está se preparando para participar do XXV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem em Aracaju (SE), de 8 a 13 de novembro, aproveite para participar também da Oficina "TIC Água na Agricultura",com ênfase para os sistemas informacionais para manejo de precisão de água na agricultura irrigada. O evento terá a coordenação da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) que vai acontecer de 9 a 11 de novembro, durante o Congresso.

A Oficina tem o objetivo de fomentar o empreendedorismo e a inovação nas empresas que atuam com irrigação, por meio da parceria público/privada. Os participantes terão a oportunidade de promover network(rede de conhecimento) qualificado, levantar pontos críticos que precisam ser pesquisados, aspectos da transferência de tecnologia que podem ser melhorados e questões de interação e compartilhamento intra e interinstitucional para novos negócios.

Frederico Durães, gerente-geral da Embrapa Produtos e Mercado e coordenador da Oficina, diz que "o evento vai contribuir para a busca e promoção de soluções tecnológicas e gerenciais em suporte a políticas públicas e tomada de decisão em empresas privadas, além de criar oportunidades para empreendimentos, atuais e potenciais".

"Trata-se de um evento-âncora que conta com a participação de pesquisadores da Embrapa e convidados, discutindo sistemas informacionais para manejo de precisão da água na agricultura irrigada, enfatizando, novos produtos de previsão de tempo e clima disponíveis, que poderão ser aplicados em modelos de cultura, bacias hidrográficas e estratégias de mitigação de restrição hídrica de nível e de volume, água de reservação e em reservatórios de acumulação e sistemas informacionais para dimensionamento de equipamentos.

A Embrapa desenvolve ou adapta diversas tecnologias para o cultivo irrigado sustentável, possibilitando o sucesso da produção agrícola utilizando o recurso água de forma racional. Para divulgar e buscar oportunidades de posicionamento destas soluções tecnológicas para os diferentes biomas, a empresa desenvolveu um sítio com as tecnologias disponíveis que pode ser acessado em: embrapa.br/agua-na-agricultura.

Para capacitar os envolvidos na produção agrícola irrigada a Embrapa criou o Irrigafácil – uma plataformaonline para cálculos e tomada de decisão para manejo de irrigação de culturas agrícolas – uma Capacitação em Uso e Manejo de Irrigação o (EAD) IrrigaWeb, (que começou em agosto de 2015), e agora oferece a Oficina TIC Água na Agricultura, que se apresenta como mais uma contribuição da empresa para avanços nesta área.

Durante a Oficina serão apresentados o IrrigaFácil e o EAD IrrigaWeb e suas possibilidades de uso e capacitação, além de sistemas de modelagem e simulação para culturas irrigadas.

Irrigação da cana também é tema de oficina

O pesquisador e chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Ronaldo Resende, apresenta durante o 25º Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird) a oficina ‘A irrigação no setor sucroalcooleiro energético’.

Na oficina serão apresentados e discutidos aspectos gerais da irrigação, fertirrigação e quimigação em cana-de-açúcar a partir de experiências e resultados de ações de pesquisa em campo, com o apoio de usinas parceiras. Resende contará com o apoio dos pesquisadores Julio Amorim, da Embrapa Tabuleiros Costeiros, e Aderson de Andrade Jr., da Embrapa Meio-Norte (Teresina, PI), além do professor do Departamento de Agronomia da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Raimundo Gomes.

Os debates contarão com relatos de representantes de usinas que atuam em parceria com a Embrapa em experimentos com a cultura da cana. O foco será nas questões relacionadas ao manejo da irrigação, sistemas de irrigação, aproveitamento da precipitação visando reduzir a necessidade de irrigação, entre outros.

Eficiência

Em função do sua característica de metabolismo (C4), a cana-de-açúcar é uma gramínea de elevada eficiência fotossintética e de uso de água. De modo geral, a cultura apresenta uma elevada resposta às condições de umidade do solo, desde que também satisfeitas a sua demanda por outras variáveis ambientais, notadamente a luminosidade.

"Levando-se em conta as irregularidades atuais de chuva, a resposta da cana-de-açúcar à irrigação se torna dependente da magnitude e época de ocorrência do déficit hídrico e das condições climáticas prevalecentes nesse período. Nas áreas tradicionais de produção das regiões Sul e Sudeste do país, a época de ocorrência de déficit hídrico está associada ao momento de menor demanda de evapotranspiração e mais baixa temperatura; de modo contrário, na região Nordeste, há uma coincidência entre o momento de ocorrência do déficit hídrico com o de maior demanda evaporativa da atmosfera, potencializando o efeito do déficit, mas, ao mesmo tempo, aumentando o potencial de resposta da planta à irrigação", explica o pesquisador.

O censo agropecuário de 2006 do IBGE registra que de 192,8 mil estabelecimentos pesquisados que colheram cana apenas 10,8 mil utilizaram irrigação (5,6%). O Censo relacionou esse número estabelecimentos a uma área com 1,7 milhão de hectares, o que correspondeu a 30,6% da área total colhida de 5,6 milhões de hectares.

"É de se supor que os dados de área apontados não correspondem à irrigação plena da cana. A principal dificuldade de se obter estatísticas mais precisas advém do fato que a maior parte da irrigação da cana se constitui em irrigação suplementar. Embora não se disponha de estatística com essa segmentação, uma estimativa aponta para algo em torno de 5% a 8% da área plantada com irrigação plena", acrescenta.

Veja a programação da Oficina TIC Água na Agricultura

A programação da Oficina TIC Água na Agricultura está centrada em banco de dados, integração, parcerias, sistemas informacionais, softwares, cases, agricultura irrigada, conclusões e propostas. Veja a seguir:

09/11 (2ª-feira) Horário: 08h00-10h30

Abertura: Introdução ao Tema (conteúdo, dinâmica, resultados, participantes).

Tema: A água que vem de cima

·         Previsão do tempo e clima

·         Modelos de Culturas (chuva meteorológica e água para agricultura).

10/11 (3ª-feira): Horário: 08h00-10h30

Tema: A água armazenada e que vem de baixo

·         Disponibilidade de água para culturas e Softwares Gerenciadores

11/11 (4ª-feira): Horário: 08h00-10h30

Tema: Recursos naturais e construídos pelo homem

·         Engenharia e Dimensionamento de sistemas e equipamentos para manejo de água na agricultura

Seminário III (14h00-16h00)

Conclusões e formulações de propostas pelos coordenadores das Oficinas do XXV Conird. Oportunidades de empreendimentos para TIC Água na Agricultura, ferramentas e utilidades para tomada de decisão.

A oficina é aberta a todos os participantes do XXV Conird. Para saber mais, consulte o sítio embrapa.br.

Serviço: Evento: Oficina TIC Água na Agricultura. Data: 9 a 11 de novembro de 2015. Horário: 08h00 a 10h30.

Local: Universidade Federal de Sergipe. Endereço: Avenida Marechal Rondon, s/n – Jardim Rosa Elze, São Cristóvão, SE.

Vera Scholze Borges (MTb/SP – 72462)
Embrapa Produtos e Mercado

Fonte : Embrapa