Conflitos rurais

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) instalou o primeiro centro de solução de conflitos rurais do país (Cejus). O centro foi criado por portaria do tribunal e terá sede no Fórum Lafayette, na capital, com abrangência para todo o Estado. O objetivo da unidade é solucionar conflitos agrários, invasões de terra e outras demandas territoriais, urbanas e rurais e de grande repercussão social. Dois desembargadores e um juiz adjunto vão coordenar a iniciativa.

Conciliar é Legal
O Itaú Unibanco venceu o V Prêmio Conciliar é Legal, concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na categoria Sociedade Civil. O prêmio foi concedido em razão da alteração do modelo de gestão do contencioso da instituição, que reduziu em 28% o número de ações relativas ao setor de cartões de crédito entre 2012 e 2014. O banco também aumentou sua taxa de sucesso nas ações para 54% e reduziu o estoque de processos de 106 mil para 63 mil.

Metas da Justiça Federal
A Justiça Federal está perto de cumprir as metas de produtividade de 2015. Segundo relatório de atividades do primeiro trimestre elaborado pelo Conselho da Justiça Federal (CJF), 87,5% da meta de produtividade já foi cumprida nos três primeiros meses, o que representa, em números absolutos, um total de 557.692 processos julgados. A 3a Região da Justiça Federal foi a que mais julgou no período, ao proferir decisões sobre 162.953 feitos. A 4a e a 5a Região cumpriram 92% da meta para os processos em tramitação no primeiro e segundo graus.

Fonte: Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *