Confirmado o aumento de recursos do Moderfrota

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, disse ao Valor, na sexta-feira, que tanto o Banco do Brasil quanto o BNDES vão remanejar recursos de linhas de crédito do Plano Safra 2016/17 para garantir R$ 2,5 bilhões adicionais ao Moderfrota, linha de crédito com juros subsidiados voltada à renovação da frota de máquinas agrícolas. A estratégia já foi acertada com o Ministério da Fazenda e com o Tesouro Nacional, segundo Geller.

A solução foi encontrada após o pedido da indústria de máquinas agrícolas para ampliar o volume de recursos do Moderfrota, em função da demanda aquecida por maquinário agrícola na atual safra. Os R$ 5 bilhões inicialmente alocados pela Agricultura para o programa já dão sinais de esgotamento antes mesmo do fim do atual calendário agrícola, em junho de 2017. Até outubro, os bancos haviam liberado R$ 3 bilhões.

Ainda segundo Geller, dentre os recursos adicionais, o Moderfrota vai contar com R$ 1 bilhão, que serão remanejados de linhas subutilizadas do BNDES, voltadas para investimento agropecuário. Mais um R$ 1 bilhão, que estavam à disposição do BB para linhas como o PCA (armazenagem) e o Pronamp (médios produtores), serão repassados para o BNDES. E os R$ 500 milhões restantes seriam remanejados internamente pelo BB.

O BNDES precisaria apenas editar uma circular interna, enquanto o BB depende de uma portaria da Fazenda a ser publicada no "Diário Oficial da União". "Vamos garantir os R$ 7,5 bilhões nas próximas semanas", afirmou Neri Geller.

Por Cristiano Zaia | De Brasília

Fonte : Valor

Compartilhe!