Confinamento de gado avança em MT

Quase 930 mil cabeças de gado bovino deverão sair de confinamentos para o abate em Mato Grosso em 2012, conforme estimativa da Acrimat, a associação dos criadores do Estado. Se confirmada a expectativa, haverá um crescimento de 14% em relação ao ano passado, quando foram confinados 813 mil animais.

O levantamento foi realizado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) com base em entrevistas telefônicas com 140 confinadores, produtores e empresários. Segundo a Acrimat, a aceleração do crescimento da atividade no Estado nos últimos anos ainda decorre da seca que prejudicou os pastos em 2010. Naquele ano, foram confinadas 592,8 mil cabeças.

A pesquisa apurou que na região oeste de Mato Grosso a intenção de partir para o confinamento registrou incremento de 32% este ano, em parte por causa dos reflexos da seca, em parte pelo aumento da participação dos frigoríficos na atividade; no noroeste, em contrapartida, houve queda de 22%, porque faltam na região frigoríficos para abater os animais e pelas péssimas condições das estradas.

Alternativa para garantir a engorda de gado antes do abate, o confinamento tende a aumentar em linha com o próprio crescimento da produção de carne, puxado por um horizonte de demanda firme no país e no exterior.

Em Mato Grosso, a capacidade estática de confinamento chegou a 804,1 mil cabeças em 2011, 10% mais que em 2010, e tende a crescer 6% neste ano, de acordo com informações da Acrimat.

Fonte: Valor | Por Fernando Lopes | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *