Confete em vez de leite marca festa de vencedores de concurso leiteiro na Expointer


  • Tradicional banho de leite (água com cal) foi substituído por banho de confete devido à pandemia
    CRÉDITO: NESTOR TIPA J/DIVULGAÇÃO/JC

    Patrícia Comunello

    Dobradinha no resultado do Concurso Leiteiro na Expointer 2020. A Granja Bazzotti, de Ponte Preta, na região do Alto Uruguai, arrematou os dois títulos de maior produção entre as vacas que estão na feira. A propriedade de Mateus Bazzotti e a mulher Janaína Olivio venceu nas categorias jovem e adulta da competição. As campeãs são as vacas Onca (jovem) e Vétia (adulta).

    Segundo a Associação dos Criadores de Gado Holandês do RS (Gadolando), que promove a competição, a vaca jovem atingiu a produção de 75,85 quilos de leite, e a adulta, 76,7 quilos. São três ordenhas das cinco realizadas entre essa quarta-feira (30) e esta quinta-feira (1) que definem as vencedoras. As duas produções mais altas são excluídas do score final.

    A diferença entre o primeiro e segundo lugares das adultas foi bem pequena. Apenas 35 gramas. O segundo lugar fez 76,45 quilos. Na jovem, a Bazzotti deu um banho: a segunda colocada produziu 62,8 quilos.

    O banho de leite, que é tradicional para marcar a comemoração dos vencedores, foi trocado por um banho de confete no pavilhão do gado leiteiro no Parque Assis Brasil. "Excepcionalmente, o banho de confete não tira a glória dos vencedores", disse o presidente da Gadolando, Marcos Tang.

    A comemoração diferente não era esperada pelos vencedores. "Foi uma surpresa porque a gente estava esperando ser leite", comenta o vencedor Mateus Bazzotti. Na verdade, não chegar a ser leite, mas água com cal, para ficar parecido e evitar desperdício.

    A mudança foi revelada na hora da revelação dos vencedores. "Foi um cuidado pelo protocolo sanitário", explica Tang. Segundo o dirigente, a ideia foi evitar que, pelo banho, os produtores ficassem com roupa e máscara molhadas, o que poderia comprometer as regras de cuidados que asseguraram a realização da feira, mesmo com limitações.

    Fonte : Jornal do Comércio

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *