Conab revisa safra para 21 milhões t

Ainda que no mês passado a Conab esboçasse esperança de recuperação do milho e da soja, culturas mais atingidas pela estiagem no Estado, a oitava estimativa da safra 2011/2012, divulgada ontem, liquidou com qualquer chance de recuperação. Com a persistência da seca, a quebra no milho chega a 39,8% e na soja a 43,8% em relação à safra anterior. A colheita de ambas está praticamente encerrada e, desde a safra 2004/2005, os prejuízos não são tão altos. Agora, a previsão é que sejam colhidas 21,02 milhões de toneladas de grãos, um recuo de 27,1% em relação à safra passada. O clima no Sul é o responsável pela quebra de nacional da safra. Apesar da área 3,6% maior, a produção deve ficar em 160,06 milhões de toneladas, uma queda de 1,7% em relação ao ciclo 2010/2011, que atingiu o recorde de 162,8 milhões de t.
O superintendente da Conab no Estado, Glauto Melo Junior, comenta que, no mês passado, faltavam ser colhidas lavouras em regiões menos afetadas pelo clima. "A quebra é considerável e mais impactante financeiramente para os produtores que fizeram replantio em janeiro contando que o clima fosse se recuperar. Esse pessoal plantou com recursos próprios."
Apesar do quadro caótico, o analista de mercado da Capital Corretora, Farias Toigo aponta uma luz no fim do túnel para o produtor de soja. Com o dólar chegando a 1,97 ontem, o mercado está sólido e os preços valorizados. "Esta é a contrapartida do prejuízo. Nosso estoque está apertado. Já se fala em falta de soja para abastecer o próprio país. Nos Estados Unidos, a tensão é grande, há disputa por terras, e o produtor preferiu plantar mais milho. Quem tem bastante soja talvez possa cobrir o custo e até ter lucro", avalia.
A fotografia atual da lavoura gaúcha
– ARROZ
Área – 1,05 milhão de ha
Produção – 7,73 milhões de toneladas
– FEIJÃO
Área – 82,4 mil ha
Produção – 94,1 mil toneladas
– MILHO
Área – 1,15 milhão de ha
Produção – 3,47 milhões ton
– SOJA
Área- 4,19 milhões de ha
Produção- 6,52 milhões toneladas
– TRIGO
Área- 793,1 mil ha
Produção- 2,74 milhões toneladas
– DEMAIS GRÃOS
Área- 200,3 mil ha
Produção- 444,6 mil toneladas

Fonte: Correio do Povo | Conab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *