Conab prevê queda de 40% na safra de soja no Estado

Com efeitos da seca, colheita gaúcha pode cair 27%, para 25,97 milhões de toneladas
A seca no Rio Grande do Sul provocou uma queda de 40,4% na produção de soja gaúcha, que deve atingir apenas 11,4 milhões de toneladas neste ano, segundo o oitavo levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). No ciclo 2018/2019, os produtores do Estado haviam colhido 19,2 milhões de toneladas. A produtividade, que era de 3.321 quilos/ hectare na safra passada, neste ano, tombou 41,7%, para apenas 1.937 quilos/hectare.No milho, a perda estimada pela Conab no Estado é de 31,8%.

A produção gaúcha, que, em 2018/2019, foi de 5,77 milhões de toneladas, passou para 3,93 milhões de toneladas. Já a produtividade da cultura teve redução de 35%, caindo de 7.651 quilos/hectare para 4.973 quilos/hectare.

Com esses resultados, segundo a Conab, a produção total de grãos no Estado deve sofrer uma queda de 27%, alcançando 25,97 milhões de toneladas no ciclo 2019/2020, contra 35,59 milhões de toneladas na safra passada. A única cultura na qual a colheita aumentou é o arroz. Os orizicultores gaúchos colheram 7,66 milhões de toneladas, volume 3,6% maior do que as 7,39 toneladas do ciclo 2018/2019. A produtividade das lavouras arrozeiras subiu 10,4% em um ano, passando de 7.381 quilos/hectare para 8.146 quilos/hectare. Em relação ao trigo, cujo plantio começa neste mês, a Conab estima que a área cultivada deva permanecer nos 736 mil hectares registrados no ano passado, com colheita de 1,98 milhão de toneladas.

Fonte: Jornal do Comércio