Conab confirma expansão na produção de trigo no Estado em 2013

Com plantio finalizado, área cultivada do cereal superou 1 milhão de hectares neste ano

Conab confirma expansão na produção de trigo no Estado em 2013 Charles Guerra/Agencia RBS

Produção deve chegar a 2,455 milhões de toneladas em 2013 Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

O novo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para produção agrícola confirmou a expansão da área de trigo no Estado em 2013. Com o plantio encerrado, o 11º balanço da safra, divulgado nesta quinta-feira, apontou o cultivo de 1,01 millhão de hectares e produção de 2,455 milhões de toneladas – mesmo do levantamento anterior – aumento de 29,6% na comparação com o período anterior, prejudicado por problemas climáticos.

– O trigo está se desenvolvendo bem, com condições climáticas favoráveis. Vamos ultrapassar um milhão de hectares de área e ter uma boa produtividade – diz o superintendente regional da Conab no Rio Grande do Sul, Glauto Melo Junior.
O documento estima ainda as áreas e produção de outras culturas de inverno no Estado, que em termos gerais, apontam pequena variação na comparação com a última safra (veja abaixo). Quanto à safra de verão 2012/2013, os números não tiveram alteração. A Conab confirma o bom momento do campo, com destaque para a soja (12,534 milhões de toneladas) e arroz (7,933 milhões de toneladas).
Área/Produção

Trigo
2013 – 1,01 milhão de hectares / 2,45 milhões de toneladas
2012 – 976,2 mil hectares / 1,89 milhão de toneladas

Triticale
2013 – 5,5 mil hectares / 11,4 mil toneladas
2012 – 5,2 mil hectares / 11,1 mil toneladas

Aveia
2013 – 102,5 mil hectares / 222,8 mil toneladas
2012 – 99,8 mil hectares / 211,8 mil toneladas

Canola
2013: 21,4 mil hectares / 26,5 mil toneladas
2012: 28,2 mil hectares / 36,3 mil toneladas

Centeio
2013: 1,4 mil hectares / 2,3 mil toneladas
2012: 1,5 mil hectares / 2,4 mil toneladas

Cevada
2013: 47,6 mil hectares / 120,4 mil toneladas
2012: 46,3 mil hectares / 87,3 mil toneladas

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *