COMÉRCIO EXTERIOR – Trump suspende plano de aumentar tarifas para produtos da China

A medida vale por três meses. Em troca, o governo chinês se compromete a aumentar substancialmente a compra de produtos americanos, inclusive agrícolas

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou neste sábado, dia 1º, a suspensão durante 90 dias do seu plano de subir de 10% para 25% as tarifas americanas a produtos chineses no valor de US$ 200 bilhões, enquanto negocia com Pequim “mudanças estruturais” na sua política econômica.

A Casa Branca fez o anúncio em comunicado depois do jantar de Trump com o presidente da China, Xi Jinping, ao final a Cúpula do G-20 em Buenos Aires.

Nos próximos 90 dias as duas potências tentarão completar as negociações em matéria comercial. Se ao término desse período não houver acordo, “as tarifas de 10% subirão para 25%”, acrescentou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

Os dois países fecharam um acordo para não impor novas tarifas um ao outro a partir do dia 1º de janeiro de 2019. Também se comprometeram a continuar com as negociações para buscar uma saída para a guerra comercial entre as duas potências, informou neste domingo, dia 2, a emissora estatal chinesa CCTV.

O ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, que esteve presente no encontro entre Trump e Xi Jinping, um jantar de trabalho marcado por um ambiente “amistoso”, destacou que trata-se de um acordo “importante”, do qual só revelou que ambas as partes pactuaram não aplicar tarifas adicionais a partir do dia 1º de janeiro.

Esse acordo, disse Wang, citado pela agência estatal chinesa Xinhua, marca a direção das relações sino-americanas para o futuro, que serão baseadas na cooperação “e na estabilidade”.

Em troca, acrescentou, Xi Jinping se comprometeu a aumentar “substancialmente” as suas compras de “produtos agrícolas, energéticos, industriais e de outro tipo”.

Por Agência Brasil

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!