COMÉRCIO EXTERIOR – EUA devem se posicionar sobre embargo à carne brasileira em breve

Secretário americano agradeceu a celeridade com que o Brasil enviou as informações solicitadas na última auditoria e comprometeu-se a dar prioridade ao processo

Ministra Tereza Cristina e secretário Sonny Perdue

Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, discutiram o embargo à carne bovina brasileira. Foto: Preston Keres/USDA

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, reuniu-se nesta quarta-feira, 20, com o secretário da Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue. Eles conversaram sobre o embargo à carne bovina in natura do Brasil. De acordo com a ministra, o governo americano está finalizando a análise dos dados que o Brasil enviou e deve dar um posicionamento em algumas semanas.

“Vamos fazer os trâmites com a maior tranquilidade. Eles me prometeram que em breve teremos notícias sobre a data e se as informações que passamos são suficientes ou não. Vamos aguardar uma decisão deles, eu espero que seja breve mesmo, pela nossa conversa”, disse a ministra, ao sair da reunião.

  • O secretário Perdue agradeceu a celeridade com que o Brasil enviou as informações solicitadas na última auditoria realizada em junho e comprometeu-se dar prioridade ao processo.

    Tereza Cristina

    ?@TerezaCrisMS

    · 16h

    Respondendo a @TerezaCrisMS

    Falamos também sobre a necessidade de trabalharmos em conjunto pela expansão mundial do uso do etanol, de modo a tornar a commodity produzida por ambos os países um produto global.

    Tereza Cristina

    ?@TerezaCrisMS

    Com relação à retomada das exportações de carne bovina in natura do Brasil para os EUA, o secretário Perdue agradeceu a celeridade com que o Brasil enviou as informações solicitadas na última auditoria, realizada em junho, e comprometeu-se a dar prioridade ao processo.

    Em 2017, os Estados Unidos suspenderam as compras de cortes bovinos do Brasil, devido às reações (abcessos) provocadas no rebanho, pela vacina contra a febre aftosa. Em junho deste ano, uma missão veterinária dos Estados Unidos esteve no Brasil para inspecionar frigoríficos de bovinos e suínos.

    Por Canal Rural

    Fonte : Canal Rural

    Compartilhe!