Complexo Agroindustrial do Biodiesel é tema de Seminário na Embrapa Agroenergia

Fonte:  AGORA MS

O Seminário Nacional sobre o Complexo Agroindustrial do Biodiesel no Brasil, que acontecerá na próxima semana, dias 15 e 16 de setembro, na Embrapa Agroenergia, marca o lançamento do livro de mesmo nome, primeira publicação desse centro de pesquisa da Embrapa. Discutido capítulo a capítulo, por convidados com destaque nessa área, o livro é uma obra sistêmica que aborda toda a cadeia produtiva do biodiesel, da matéria-prima aos usuários.

O Seminário é gratuito e está aberto a todos os interessados no tema, visto que a obra atende a um público amplo e diverso. Os editores técnicos do livro, Antônio Maria Gomes de Castro, Suzana Maria Vale Lima e João Flávio Veloso Silva integram a programação do primeiro dia do evento, quando discutirão diferentes conteúdos da obra. O consultor Antonio Maria abrirá o Seminário apresentando a estrutura do livro e seus objetivos. A intenção, segundo explica, é lançar perguntas estratégicas em relação ao biodiesel, abordando aspectos como competitividade, matérias-primas, impactos sociais e econômicos e meio-ambiente, entre outros. "Em minha última participação, ao final do dia, retomaremos as discussões de todos os capítulos do livro, feita pelos demais palestrantes, e chegaremos às respostas e resultados dessas perguntas", ressalta.

A também consultora e editora técnica da publicação, Suzana Maria Vale Lima, destaca a experiência de realização dos estudos que resultaram no livro, que reuniu 5 equipes e mais de 20 centros de pesquisa da Embrapa., além de professores, pesquisadores de outras instituições, alunos de pós-graduação e empresários dos setores agrícola e agroindustrial.

O resultado foi um livro que traz informações para muitos interesses da cadeia do biodiesel, atendendo a um grande público. "Temos uma obra com resultados integradores, com visão sistêmica, e não um livro de capítulos isolados. O conteúdo abrange as cadeias das principais matérias-primas (soja, girassol, canola, mamona e dendê), a agroindústria, o meio-ambiente, mercado e instituições de pesquisa". Da mesma forma, Suzana destaca a importância de que gestores públicos e privados, estudantes, pesquisadores, produtores e empresários participem do Seminário e de suas discussões.

Comissão Interministerial – No segundo dia do Seminário (16 de setembro) será apresentado um panorama do biodiesel no Brasil, com informações levantadas entre 2010 e 2011 pela Comissão Executiva Interministerial do Biodiesel (CEIB), que hoje reúne 14 ministérios. Coordenado pelo subchefe adjunto da Secretaria de Agroenergia da Casa Civil da Presidência da República, Rodrigo Augusto Rodrigues, nesse segundo dia do Seminário será efetuada uma ampla discussão sobre a situação atual, conquistas, gargalos, resultados e perspectivas para o biodiesel a partir da análise do Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel (PNPB) e das propostas que têm sido apresentadas pelos diversos setores apresentados.

"Maior participação da AGRICULTURA FAMILIAR no setor, redistribuição da produção nas regiões brasileiras, principalmente para Norte e Nordeste, e o aumento da mistura compulsória do biodiesel, que passou de 2% a 5% nos últimos três anos, são alguns dos resultados que vamos apresentar", revela Rodrigues. Ele explica ainda que "todos os dados foram levantados a partir de entrevistas com produtores rurais das matérias-primas, produtores de biodiesel, instituições de pesquisa e ambientais, distribuidores, indústria de insumos até os usuários, tudo isso visando o aperfeiçoamento do Programa".

No dia 16, estão confirmadas as presenças de representantes da Casa Civil, Ministério de Minas e Energia (MME), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Associação dos Produtores de Biodiesel (Aprobio).

Lançamento – O livro "Complexo Agroindustrial do Biodiesel no Brasil: Competitividade das Cadeias Produtivas de Matérias-Primas" é financiado pela Embrapa Agroenergia e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e estará à venda por R$ 66,50 durante a semana do Seminário na Livraria da Embrapa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *