Comissão rejeita pedido do MPF

Apesar de ter sido acolhida pela maioria dos 17 membros presentes à reunião mensal da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), realizada ontem, o Ministério Público Federal (MPF) do Distrito Federal não conseguiu suspender o processo de liberação de sementes transgênicas de milho e soja resistentes ao ingrediente ativo 2,4-D. O pedido do MPF foi acolhido por oito membros e rejeitado por seis. Três se abstiveram.

Com isso, as audiências públicas pretendidas pelo MPF para discutir o tema não serão realizadas, e o processo seguirá o rito normal dentro da CTNBio. ‘Nossa ideia era que das audiências emergissem informações que subsidiassem a sociedade e a própria CTNBio para que deliberasse sobre a liberação ou não dessas sementes com mais segurança e embasamento’, disse o procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes. O MPF informou que já instalou inquérito para avaliar os riscos do 2,4-D à saúde humana.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *