Comissão por rigor no transporte

Foi constituída ontem, durante reunião entre o governo e o setor leiteiro, em Brasília, uma comissão público-privada para tentar aprimorar o controle sobre a cadeia produtiva, principalmente em relação ao transporte. O grupo, que será nomeado no próximo encontro da Câmara Setorial do Leite, no dia 7 de junho, ficará encarregado de achar meios legais para isso. Presente ao encontro, o secretário executivo do Sindilat, Darlan Palharini, informa que o sindicato atuará na representação do RS. ‘Precisamos que todos façam sua parte’, pontuou.

Entre as propostas pontuadas ontem está a exigência de coleta de amostras de leite dos tanques dos caminhões de transporte, procedimento que, atualmente, só é realizado nas fazendas e nas indústrias. A ideia é aprimorar o sistema de rastreabilidade do leite cru em todos os elos da cadeia produtiva, desde o produtor até a oferta do produto lácteo ao consumidor. A comissão também terá como tarefa achar brechas legais para ampliar o controle sobre o transporte do leite cru à indústria, já que essa é uma relação comercial e foge da legislação da vigilância oficial.

Outro ponto debatido foi a necessidade de cobrar de estados e municípios adesão às regras federais de inspeção (IN 62) de forma a garantir que um produto recusado por empresas de inspeção federal não seja admitido em outros estabelecimentos. Também foi discutido aperfeiçoamento de análises laboratoriais para seleção de matéria-prima.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!