Comissão debate criação do estatuto do Pantanal nesta quarta-feira

Mato Grosso MT-09 08 2020-A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) está destinando as máquinas utilizadas em crimes ambientais para combate aos incêndios no Pantanal, no município de Poconé. “Estamos invertendo a lógica das infrações ao destinar esses equipamentos, que até então eram utilizados para causar danos à natureza, para nos auxiliar a protegê-la”, afirma a gestora do órgão, Mauren Lazzaretti.Desde o início dos incêndios, três máquinas foram destacadas para auxiliar o trabalho do Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) na construção dos aceiros e outras estruturas para contenção do fogo. A secretária também determinou que outras máquinas que eventualmente sejam apreendidas na região, sejam destinadas a auxiliar na Operação Pantanal II, deflagrada na última sexta-feira (07.08), em parceria com o Governo Federal.foto  Mayke Toscano

O estatuto a ser apresentado pelo colegiado será uma proposta adicional ao Código Florestal
Mayke Toscano

A comissão temporária externa que acompanha as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal (CTEPantanal) fará audiência pública nesta quarta-feira (7), a partir das 10 horas, com representantes de diversos órgãos, entre eles Funai, Embrapa e Ministério do Meio Ambiente.

O debate, por vídeo conferência, tem como objetivo colher subsídios para formulação do estatuto do Pantanal, documento que será uma proposta adicional ao Código Florestal (Lei 12.651, de 2012), com o objetivo de harmonizar a legislação para os dois estados que compartilham o bioma, Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul, oferecendo segurança jurídica para o desenvolvimento econômico sustentável e a proteção do meio ambiente.

O colegiado também deve analisar nesta quarta requerimentos, como o do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que pede a realização de audiência pública com a participação do Superintendente da Sudeco, Nelson Vieira Fraga Filho. 

A comissão temporária terá atuação pelo período de 90 dias com debates sobre ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal, seus desdobramentos, as providências para evitar novos focos, a proteção das populações diretamente atingidas, a sustentabilidade da economia, da fauna e da flora e a transparência das atividades coordenadas pela Operação Pantanal. O grupo é presidido pelo senador Wellington Fagundes e tem como relator o senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

Veja a relação de convidados para a reunião desta quarta:

  • Eduardo Lunardelli Novaes, secretário-executivo adjunto do Ministério do Meio Ambiente;
  • Alcir Amaral, coordenador-geral de Monitoramento Territorial da Fundação Nacional do Índio (Funai);
  • Jorge Antonio Ferreira de Lara, chefe-geral da Embrapa Pantanal;
  • Francisco Cavalcanti de Almeida, presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária;
  • Rodrigo Bordin Piva, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV-MS);
  • Roberto Renato Pinheiro da Silva, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso (CRMV-MT);
  • Alessandra Guató, presidente da Organização das Mulheres Indígenas de Mato Grosso;
  • Edinalda Pereira do Nascimento, membro da Rede de Povos e Comunidades Tradicionais Pantaneira;
  • Cel Ângelo Rabelo, representante do Instituto Homem Pantaneiro;
  • Leonardo Pereira Gomes, Diretor Institucional da SOS Pantanal;
  • Representante da Fecomércio/MT;
  • Representante da Fecomércio/MS.
COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

Participe:
http://bit.ly/audienciainterativa

Portal e-Cidadania:
senado.leg.br/ecidadania

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte : Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *