Com vendas em alta, produção de máquinas disparou em novembro

As vendas de máquinas agrícolas no mercado doméstico mantiveram a tendência que tem marcado este segundo semestre e voltaram a registrar, em novembro, forte crescimento em relação ao mesmo mês de 2017.

De acordo com dados divulgados na manhã de hoje pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram comercializadas 3.754 unidades no mês, 25,5% menos que em outubro, mas número 27,5% superior ao de novembro do ano passado – o total inclui máquinas rodoviárias, que representam menos de 5%.

A queda em relação a outubro está em linha com a sazonalidade desse mercado, e o salto na comparação anual reflete o cenário positivo para os produtores rurais do país em geral em 2018 – principalmente os de soja.

Nos primeiros 11 meses do ano, as vendas somaram 43.351 unidades, 11,9% mais que em igual intervalo de 2017. Para os 12 meses de 2018, a Anfavea projeta que as vendas chegarão a 47 mil unidades, ante 42,4 mil em 2017.

O crescimento das vendas continuou a impulsionar também o aumento da produção. De acordo com os dados da Anfavea, foram montadas 6.619 máquinas agrícolas e rodoviárias no país em novembro, 11,1% menos que em outubro, mas 73,3% mais que em novembro do ano passado.

De janeiro a novembro, a produção alcançou 60.240 unidades, alta de 19,4% na comparação com o mesmo período de 2017. Até o fim do ano a produção poderá, portanto, superar as 61 mil unidades até agora estimadas pela Anfavea, Em 2017, foram 53 mil.

E esse avanço poderia ainda ser maior, não fosse o fraco desempenho das exportações, em larga medida graças à queda da demanda dos agricultores argentinos. Em novembro, as exportações atingiram 1.094 unidades, 7,3% mais que em outubro, mas número 16,7% menor que em novembro de 2017. Nos primeiros 11 meses de 2018, totalizaram 11.827 unidades, em baixa de 6,7%. Com isso, dificilmente até o fim do ano as exportações repetirão as 14 mil unidades de 2017, como ainda prevê a Anfavea.

Por Fernando Lopes | De São Paulo

Fonte : Valor