Com só 6 mil inscritos, governo de MS quer mais divulgação do Car

 

Governo estima que 80 mil produtores do estado tem que se cadastrar.
Prazo para o cadastramento foi prorrogado até o dia 5 de maio de 2016.

Serra do Amolar foi um dos locais que mais encantou o fotógrafo Marcelo Krause (Foto: Marcelo Krause / arquivo pessoal)Governo do estado quer divulgar a importância para fomentar os registros no Car (Foto: Marcelo Krause / arquivo pessoal)

Com aproximadamente 6 mil inscritos, de um total de cerca de 80 mil produtores que devem informar dados ao Cadastro Ambienta Rural (Car) em Mato Grosso do Sul, o que representa somente 7,5%, o governo do estado pretende intensificar as ações de divulgação do registro.

O registro no Car é obrigatório. No sistema os produtores  devem declarar as informações ambientais de suas propriedades rurais. Os dados vão possibilitar o controle, monitoramento e planejamento ambiental no estado. Conforme o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) para que o produtor rural tenha acesso ao Car ele precisa antes fazer um cadastro prévio no Sistema Imasul de Registros e Informações Estratégicas do Meio Ambiente (Siriema).

saiba mais

O primeiro prazo para o cadastramento terminou no 5 de maio de 2015, mas foi prorrogado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) até 5 de maio de 2016. O registro no Car é o primeiro passo para a obtenção de qualquer licença ambiental para uso ou exploração dos recursos naturais das propriedades rurais.

Segundo a secretaria estadual de Produção e Agricultura Familiar (Sepaf), neste segundo semestre o governo do estado pretende levar atendimento técnico especializado aos municípios do interior do estado para desmistificar e esclarecer a importância do registro.

Ações já realizadas
Uma das iniciativas já realizadas para divulgar a importância da prestação de informações ao cadastro foi o atendimento e a orientação técnica oferecidas por servidores do Imasul durante a “Rota do Desenvolvimento”, ação de fomento ao empreendedorismo, realizada pelo governo do estado e entidades do Sistema “S”, em Nova Andradina.

Dezenas de produtores aproveitaram a oportunidade para concluir o registro no Car. Na próxima edição da Rota do Desenvolvimento, em Coxim, a iniciativa deverá ser repetida. Além disso, deverão ser promovidas campanhas de divulgação e orientação principalmente no interior do estado.

Em Campo Grande, proprietários de imóveis rurais e consultores podem procurar os técnicos do Imasul e da Agência Estadual de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), no Parque dos Poderes, para que possam tirar dúvidas e obter mais esclarecimentos sobre o preenchimento do  Car.

Fonte : Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *