Com novo código, SRB acredita em novos investimentos

Para Sociedade Rural Brasileira, nova lei põe fim a um longo período de insegurança no campo e beneficia o agronegócio

por Luciana Franco

Fernanda Bernardino

O Código Florestal aprovado nesta quarta-feira (25/04) naCâmara dos Deputados é um passo muito importante para melhorar a situação de insegurança que existia no campo e para atrair novos investimentos para o setor. A afirmação é de Cesário Ramalho, presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB). “Trata-se da única legislação ambiental do mundo”, diz.

Entre os pontos fortes do novo código – que ainda será avaliado pela presidente Dilma Roussef — Ramalho destaca a unificação das Áreas de Preservação Permanente (APPs) e de Reserva Legal (RL). “Com isso, no estado de São Paulo, nenhuma APP vai ultrapassar a área de 20% da propriedade, o que é bom, pois garante aprodução de alimentos no país”, diz Ramalho.

Para o executivo, o novo código não deve ser visto como um ganho dos ruralistas, e sim da sociedade. “O agronegóciovem sustentando o crescimento da economia brasileira, em um momento em que muitos países discutem adesindustrialização. A aprovação do código mostra que o segmento é respeitado”, disse.

O novo Código Florestal Brasileiro levou 40 anos para ser construído e tramitou por 12 anos na Câmara dos Deputados. A partir da aprovação de quarta-feira (25/04), a presidente da Republica tem 15 dias úteis para vetar ou aprovar o documento. Ambientalistas se organizam para pedir o veto da Presidente a pontos considerados polêmicos, como a anistia dos produtores que desmataram mais que permitido até junho de 2008 e a preservação das APPs emencostas e morros. “A produção de café, uva e maçã está nas encostas há mais de um século e isso nunca fez mal ao meio-ambiente”,diz Ramalho.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *