Colheita de trigo esperada supera a de 2019

FecoAgro/RS projeta que a produção não deve ultrapassar de 3 milhões de toneladas, valor inicial previsto, principalmente por causa das geadas do final de agosto

  • O Rio Grande do Sul é o segundo maior produtor nacional de trigo, com produção média de 1,8 milhões de toneladas por ano no período de 2016 a 2018

O Rio Grande do Sul é o segundo maior produtor nacional de trigo, com produção média de 1,8 milhões de toneladas por ano no período de 2016 a 2018 | Foto: FERNANDO DIAS/SEAPDR/DIVULGACAO/CP

A colheita do trigo cultivado neste ano no Rio Grande do Sul não vai mais ultrapassar as 3 milhões de toneladas das projeções iniciais, mas ficará acima das 2,2 milhões de toneladas do ano passado. A nova estimativa foi feita pelo presidente da FecoAgro/RS, Paulo Pires, ontem, e considera as perdas provocadas pela geada do final de agosto. O cálculo mais próximo do volume perdido só poderá ser feito na colheita, a partir de outubro. Por enquanto se sabe que os 30% que estavam na fase de espigamento nas lavouras de regiões mais quentes sofreram mais. No restante das plantações, que estavam em outros estágios, as perdas tendem a ser menores.

Por Correio do Povo

Fonte : Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *