Colheita de alcachofra na Vinícola Don Giovanni ocorre neste mês

Prato feito com a flor é destaque no cardápio da empresa de Pinto Bandeira

Colheita de alcachofra na Vinícola Don Giovanni ocorre neste mês Luciano Vian/Divulgação

Daniel Panizzi, gerente da vinícola, também participa da colheita Foto: Luciano Vian / Divulgação

Thiago Copetti

thiago.copetti@zerohora.com.br

Na Vinícola Don Giovanni a uva não é a única estrela. Uma flor também dá trabalho aos funcionários, e até mesmo proprietários, na colheita. Cultivada há quase dez anos na propriedade, em Pinto Bandeira, na Serra, e em fase de colheita, a alcachofra renderá nesta temporada cerca de 20 mil flores. Da planta, a família extrai as pétalas, separa o miolo (chamado de coração) e produz conservas e o risoto que se tornou o prato mais tradicional do restaurante mantido no local.

— De cada cem clientes, 90 pedem o risoto. O que colhemos e não é utilizado para fazer o prato é transformado em salada — conta Daniel Panizzi, gerente da Don Giovanni (foto).

A flor é cultivada em cerca de dois hectares e exige praticamente apenas adubação, de acordo com Panizzi. Além de dar pouco trabalho — basicamente na colheita —, se a empesa fosse comprar o produto, cada unidade custaria em média R$ 2. Ou seja, haveria um custo de R$ 40 mil para obter a mesma quantidade prevista para ser colhida até o final deste mês.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *