CNA vai ao Ministério da Agricultura debater exportação de frutas

Brasília (27/03/2019) A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) esteve reunida na quarta (27) com o secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura (Mapa), Flávio Campestrin Bettarello, para debater estratégias de exportação das frutas brasileiras.

No encontro, o presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA e da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), Luiz Roberto Barcelos, afirmou que o país é um dos maiores produtores de frutas do mundo, mas ainda ocupa a 26ª posição quando o assunto é exportação.

“O Brasil tem capacidade e potencial para se tornar um grande exportador. Mas para isso, precisamos estar alinhados aos objetivos para superarmos alguns entraves, como a abertura de novos mercados, registro de defensivos agrícolas e defesa fitossanitária nos portos e aeroportos”.

Segundo Barcelos, boa parte da exportação de frutas sai do semiárido brasileiro, que se destaca por proporcionar geração de emprego e renda na região.

Presidente da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Luiz Roberto Barcelos, e secretário-ajdunto de Comércio e Relações Internacionais do Mapa, Flávio Campestrin

O secretário Flávio Campestrin afirmou que o governo tem se sensibilizado com as demandas da fruticultura e que algumas negociações para abertura de novos mercados estão previstas para os próximos meses.

“Além de superar os desafios, são necessários investimentos tanto para tecnologia de produção, quanto para comercialização, principalmente no que se refere ao e-commerce (comércio eletrônico)”.

Participaram da reunião a superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra, o assessor técnico da Comissão Nacional de Fruticultura da CNA, Eduardo Brandão, o diretor técnico da Abrafrutas, Jorge Souza, e o diretor da Finobrasa, Altamir Matias.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Tony Oliveira
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
twitter.com/SistemaCNA

Fonte : CNA

Compartilhe!