CNA SENAR ICNA FCNA – Viabilidade econômica de sistemas integrados de produção são tema de minicurso na Amazônia

Marabá / Pará (24/09/2018) – O Núcleo de Meio Ambiente (NUMA) e o Grupo de Pesquisa Tauã da Universidade Federal do Pará (UFPA) realizaram no dia 14 de setembro de 2018 o Minicurso "Viabilidade econômica de sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta". O minicurso teve apoio do Instituto Amazônico de Agriculturas Familiares (INEAF) e do Projeto Biomas, realizado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Embrapa Amazônia Oriental na região Sudeste do Pará.

O minicurso teve como objetivo capacitar estudantes e profissionais na análise da viabilidade econômica de sistemas de produção integrados, com carga horária de 8 horas. Pela manhã, as aulas teóricas trataram dos principais conceitos sobre o tema, políticas públicas de acesso ao crédito e os instrumentos econômicos voltados para esse tipo de atividade. Na tarde foi realizada atividade prática, utilizando o banco de dados do Projeto Biomas e a planilha "Amazon SAF" desenvolvida pelos pesquisadores da Embrapa, George Amaro e Marcelo Francia Arco-Verde.

As aulas foram realizadas no campus da UFPA em Belém, no NUMA e INEAF e foram ministradas pela Profa. Dra. Rosana Quaresma Maneschy (NUMA-UFPA), vice-coordenadora regional da Amazônia pelo Projeto Biomas, com apoio da estudante de ciências econômicas Jaqueline Fontel de Queiroz (Bolsista PIBIC-UFPA) e do mestrando Igor Fernandes (Programa de Pós-Graduação em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Local).

O minicurso também será ministrado durante o 14º Encontro Regional das Agrárias (ERA), a ser realizado em Marabá, região Sudeste do Pará, pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA) de 17 a 20 de outubro de 2018. Inscrições em

Sobre o Projeto Biomas

O Projeto Biomas, iniciado em 2010, é fruto de uma parceria entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com a participação de mais de quatrocentos pesquisadores e professores de diferentes instituições, em um prazo de nove anos. Os estudos estão sendo desenvolvidos nos seis biomas brasileiros para viabilizar soluções com árvores para a proteção, recuperação e o uso sustentável de propriedades rurais nos diferentes biomas.

O Projeto Biomas tem o apoio do SENAR, SEBRAE, John Deere e do BNDES. Na Amazônia, o Projeto Biomas é conduzido na área experimental da Fazenda Cristalina, em São Domingos do Araguaia, PA, e na área de referência da Fazenda Taboquinha, em Marabá, PA. No Bioma Amazônia, o projeto é coordenado pelo Dr. Alexandre Mehl Lunz, da Embrapa Amazônia Oriental, com apoio da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e diversas outras instituições de ensino e pesquisa.

Por: CNA/EMBRAPA

Fonte : CNA