CNA pede para municípios não paralisarem setor produtivo

A entidade afirma que a medida provisória e o decreto que pedem para o setor não parar diante da crise não estão sendo cumpridos em alguns municípios do país

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) está orientando agroindústrias, revendas de insumos agrícolas e demais estabelecimentos vinculados à cadeia produtiva de alimentos a dialogarem com as prefeituras para manter o funcionamento durante o período de restrições por conta da pandemia do novo coronavírus.

A entidade afirma que a medida provisória e o decreto que pedem para o setor não parar diante da crise não estão sendo cumpridos em alguns municípios do país. Segundo o chefe da assessoria jurídica da CNA, o advogado Rudy Rudy Ferraz, a CNA pediu que a Confederação Nacional dos Municípios oriente e garanta o livre trânsito das atividades essenciais, como a produção de alimentos, o assessoramento a essa atividade, bem como o escoamento para que os produtos possam chegar à população.

O ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas tem feito reuniões com governadores do Brasil para que eles falem com os prefeitos para que retirem do decretos municipais as atividades como transporte de cargas e agropecuária, para que todo o sistema de abastecimento no país continue a funcionar.

O importante nessa questão são as atividades que são consideradas acessório, como uma borracharia, restaurantes ou pontos de abastecimento, que são fundamentais para garantir o funcionamento das demais atividades.

A CNA disponibilizou ainda um número de WhatsApp para produtores que estejam enfrentando problemas no escoamento da produção. O número é (61) 93300-7278.

Fonte: Por Canal Rural