CNA passará a integrar o Conselho Mundial da Água

Fonte:  Globo Rural

Entidade pretende contribuir nas discussões internacionais sobre preservação e uso dos recursos hídricos

por Globo Rural On-line

 Shutterstock

Brasil detém 12% de toda a água doce do mundo

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)assinará o termo de filiação da entidade junto ao Conselho Mundial da Água (CMA), entidade internacional criada em 1996 com a finalidade de promover a conscientização e o compromisso político sobre questões críticas de uso e gestão da água em todo o mundo. A assinatura ocorrerá durante a realização da 5ª Reunião da Seção Brasil do Conselho Mundial da Água, nesta terça-feira (27/9), na sede da CNA, em Brasília, com as presenças da presidente da entidade, senadora Kátia Abreu, e do presidente do CMA, Loïc Fauchon.
O Brasil possui cerca de 12% da água doce do mundo. Todo esse patrimônio coloca o país no primeiro lugar do ranking dos países com maior potencial hídrico. A filiação da CNA ao Conselho é uma forma de a entidade, que representa os produtores rurais da maior agricultura tropical do planeta, participar dos debates que auxiliam a formulação de políticas públicas voltadas à conservação, planejamento, desenvolvimento e gestão do uso da água nos países.
Nesta 5ª Reunião da Seção Brasil do CMA, serão discutidos os temas que integrarão a pauta do 6º Fórum Mundial da Água, que será realizado em Marselha, na França, de 12 a 17 de março de 2012. O Fórum é uma plataforma de debates que reúne membros da comunidade internacional envolvidos com questões de proteção e preservação da água, com o objetivo principal de obter o compromisso político de governos para o desenvolvimento de políticas públicas.
A presidente da CNA, senadora Kátia Abreu, abrirá o encontro juntamente com o diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu; o presidente do 6º Fórum Mundial da Água, Benedito Braga e o presidente do CMA, Loïc Fauchon. De origem francesa, Fauchon atuou em várias esferas políticas antes de assumir a presidência do CMA, em 2005.
É uma das maiores autoridades mundiais em conhecimentos sobre gestão e aproveitamento de recursos hídricos e saneamento. Haverá, ainda, palestras do diretor da ANA, Paulo Varella, e do superintendente da ANA, Ricardo Andrade. Ao fim das apresentações, será realizado um debate com os participantes do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *