CNA discute demandas da borracha natural com ministra da Agricultura

Integrantes da Comissão com a ministra Tereza Cristina

Brasília (13/02/2019) – Representantes da Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) se reuniram com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, na terça (12), em Brasília.

O grupo apresentou as principais demandas do setor da borracha natural e solicitou apoio para ampliar a remuneração dos produtores da cadeia.

“O setor produtivo de borracha nacional só produz 40% da borracha consumida no País. Nós viemos alinhar toda essa cadeia produtiva de maneira que o produtor nacional seja remunerado por aquilo que ele cultiva”, disse o presidente da Comissão, Walter Rezende.

Segundo ele, a Comissão pretende fazer um inventário florestal das seringueiras com o objetivo de verificar quais as alternativas para desenvolver a atividade e aumentar a produtividade.

Walter Rezende (à esquerda)

Durante o encontro, os participantes também discutiram as necessidades para aumentar a competitividade da cadeia produtiva nacional. Hoje, os maiores desafios são as oscilações no preço da borracha, a baixa produtividade, as questões tributárias e o alto custo da mão-de-obra em relação aos países asiáticos, principais concorrentes do Brasil nesse mercado.

“A borracha começou no Brasil e se tornou um assunto pequeno aqui. Nós temos todo o potencial para voltar a ser competitivos e competir com os países asiáticos que, hoje, tem a produção e a indústria trabalhando juntas. É isso que nós queremos perseguir aqui no Brasil”, afirmou Tereza Cristina.

O assessor técnico da Comissão de Silvicultura da CNA, Maciel Silva também acompanhou a reunião.

Assessoria de Comunicação CNA
Fotos: Tony Oliveira
Telefone: (61) 2109-1419
flickr.com/photos/canaldoprodutor
cnabrasil.org.br

Fonte : CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *