CNA defende aprimoramento do crédito fundiário

Brasília (07/11/2018) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou de uma audiência na Câmara, na quarta (7), para defender o aprimoramento do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) e dar condições mais atrativas de financiamento para o produtor rural.

A assessora técnica da Comissão Nacional de Empreendedores Familiares Rurais da CNA, Marina Zimmermann, debateu a situação do crédito fundiário no País na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara.

Zimmermann defendeu juros mais baixos e lembrou que uma das demandas da CNA é a operacionalização de uma linha para os empreendedores familiares rurais que tenham renda anual de até R$ 216 mil e patrimônio de até R$ 500 mil.

“O produtor rural precisa ficar na terra, mas ele precisa ter renda porque aquela terra é o negócio dele. Por isso o nosso pensamento é que o programa tenha continuidade, mas que seja mais atrativo para os produtores e principalmente que as instituições financeiras comprem a ideia de que esse programa possa realmente crescer”, explicou.

A audiência pública foi realizada por meio de requerimento do deputado Roberto Balestra (PP/GO). Participaram representantes do Ministério da Fazenda, Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD), Banco Central, Banco do Brasil, Incra e Contag.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
Foto: Wenderson Araújo

Fonte :CNA