CMN aprova aumento do limite de crédito rural por beneficiário

BRASÍLIA  -  O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou quatro votos agrícolas em reunião extraordinária realizada nesta sexta-feira, em Brasília.

O primeiro deles disponibilizou R$ 900 milhões para o financiamento de capital de giro para o setor, sendo até R$ 200 milhões para as indústrias de café solúvel, até R$ 300 milhões para as de torrefação de café e até R$ 400 milhões para as cooperativas de produção. A taxa de juro é de 7,5% ao ano a partir de 1° de julho deste ano.

Outro voto ajusta “as normas de financiamento de custeio, de investimento e de comercialização com recursos controlados e livres do crédito rural com o intuito de propiciar melhores condições para o desenvolvimento do setor agropecuário na safra 2014/2015”, de acordo com nota divulgada pelo Ministério da Fazenda.

Esses ajustes consistem em, entre outros, na elevação do limite de crédito rural de R$ 1 milhão para R$ 1,1 milhão por beneficiário em cada safra. Além disso, também foi elevado o limite de crédito para investimento rural, que passou de R$ 350 mil para R$ 385 mil.

No terceiro voto, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) alterou normas dos programas de investimento agropecuários. Essas alterações atingem oito programas da instituição financeira.

Por fim, o CMN também fez mudanças no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Entre as alterações está a elevação “de R$ 50 mil para R$ 70 mil do teto de financiamento para aquisição de colheitadeira automotriz”

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3590188/cmn-aprova-aumento-do-limite-de-credito-rural-por-beneficiario#ixzz35Thck76t

Fonte: Valor | Por Lucas Marchesini e Edna Simão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *