CMN aprova alterações nas normas sobre Crédito Rural e Proagro

Medida se destina a melhorar o fluxo de recursos para o setor agropecuário

Marielise Ferreira

Foto: Marielise Ferreira / Agencia RBS

Resolução foi prorrogada de 1º de julho de 2013 para 1º de julho de 2014

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou resolução que prorrogou, de 1º de julho de 2013 para 1º de julho de 2014, a obrigatoriedade de enquadramento, no Proagro ou em seguro rural, dos financiamentos de custeio agrícola concedidos pelas instituições financeiras a médios produtores, com base em recursos emprestados com taxas controladas. Essa medida se destina a melhorar o fluxo de recursos para o setor agropecuário, diante da dificuldade enfrentada por algumas instituições, principalmente as de menor porte, de montar estrutura para conduzir operações com enquadramento no Proagro ou em seguro rural.
>>Leia mais notícias sobre crédito rural

O Manual do Crédito Rural (MCR) também foi atualizado no que se refere às faixas de renda para classificação dos produtores rurais, da seguinte forma: pequeno produtor – elevada de R$160 mil para R$360 mil; médio produtor – de R$800 mil para R$1,6 milhão; e grande produtor – acima de  R$1,6 milhão.

Esses parâmetros já eram previstos para os produtores enquadrados no Pronaf e no Pronamp, programas nos quais estão enquadrados, respectivamente, pequenos e médios produtores que preencham os requisitos previstos nas normas do Crédito Rural. Com essa medida, a classificação dos demais produtores passa a obedecer aos mesmos parâmetros.
O CMN aprovou ainda alteração normativa que torna clara a possibilidade de enquadramento no Proagro, como recursos próprios, além do valor de R$ 7 mil já previstos, do valor referente à aquisição de insumos adquiridos antecipadamente pelos produtores enquadrados no Pronaf.

>>CMN aprova ajustes em normas de financiamento da safra 2013/2014 e anuncia crédito a cooperativas agropecuárias

>>CMN fixa três níveis de juros para financiamentos com recursos da poupança rural

BBC

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *