Câmara Setorial Nacional do Arroz discute as principais barreiras para exportação de arroz

A Câmara Setorial Nacional da Cadeia Produtiva do Arroz discutiu nessa terça-feira (05.11), durante a reunião do grupo no Ministério da Agricultura em Brasília, as principais barreiras para exportação de arroz brasileiro. De acordo com o presidente da Câmara Setorial e da Comissão do Arroz da Farsul, Francisco Schardong, a principal reivindicação feita ao governo federal foram as questões tarifárias e fitossanitárias impostas ao grão.

O grupo também esteve reunido no Palácio do Itamaraty, onde o governo fez a apreciação do projeto de lei, de autoria do Deputado Federal Jerônimo Goergen (PP-RS), sobre os aspectos fitossanitários para entrada de arroz vindo do Mercosul. “Foi criado grupo de trabalho para analisar os agroquímicos autorizados nas lavouras uruguaias e proibidos no Brasil.”, ressalta Schardong.

O dirigente reforçou ainda a necessidade de ampliar as exportações de arroz para evitar queda no preço do grão. A previsão é que o Brasil exporte 1 milhão de toneladas de arroz em 2013.

Federação da Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul – FARSUL
www.farsul.org.br

Fonte: CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *